Sobre a internet

email

Pode parecer contraditório, já que criei este blog, mas é cada vez maior o meu desejo de passar menos tempo online. E fazer isto tem sido um grande desafio, depois de tantos anos dependente desta rede de informações e distrações.

Pude notar esta dependência pensando na primeira coisa que fazia ao acordar e na minha última ação antes de dormir: ligar e desligar o modem da internet, respectivamente. E se não estava em casa, minha primeira preocupação, ao chegar em qualquer lugar, era procurar alguma rede wi-fi e descobrir a senha. Isto porque não tenho internet móvel.

Checar minha caixa de e-mails pela manhã se tornou uma das minhas principais motivações para acordar, mesmo que eu fizesse isto ainda deitada. E, depois de passar o dia clicando no botão atualizar, uma última checada antes de dormir era sagrada. Afinal, podiam me enviar algo muito importante e não dava para esperar até o dia seguinte…

O pior de tudo era constatar que, mesmo com tantas visitas ao correio eletrônico, as mensagens recebidas e lidas se acumulavam rapidamente e ali ficavam por dias, meses, anos… Eu não tinha tempo para respondê-las – justificava para os outros e para mim mesma. A verdade é que essas “simples olhadinhas” no meu e-mail eram apenas ansiedade por receber algo novo. E é isso que parece mover a internet e seus usuários: a novidade, a necessidade de obter mais e mais informações.

Não falo só de informações atuais, mas daquelas que são novas para nós. Quantas vezes fiz longas pesquisas, salvando e catalogando inúmeras fontes de informações, sem chegar a realmente ler e utilizar nenhuma delas? Quantas vezes li sobre um assunto incansavelmente, querendo saber mais (e na internet sempre há mais), mas esquecendo-me de criar ou produzir algo com estas informações, quando essa era a intenção ao procurá-las?

A internet tem seu lado positivo, sem dúvidas, mas no meio dos excessos, do constante estímulo por mais, das inúmeras distrações, a balança acaba pesando mais para o outro lado. Certamente este é um tema que tenho muito pra refletir, e praticar. Decidi então estabelecer prioridades e limites na minha vida virtual, e sobre isso pretendo escrever melhor em breve.

Sei que meu dia pode ser bem mais, sem esta constante ansiedade por atualizações e informações novas. Sei que posso produzir melhor sem tantas distrações. Sei que a minha motivação para acordar todas as manhãs pode ser algo realmente significativo. Ao menos deveria ser…

Anúncios